Na tarde da quarta-feira (26/08), foi realizada uma live pelo Serviço de Arte e Cultura (SEAC), do Colégio Marista São Luís, para as estudantes do Grupo de Dança Andança, com a presença de Viviane Moraes, sobre o tema: Feminismo na Dança, suas relações com a coreografia, com a história da dança e seus reflexos para o público. O debate foi suporte para embasar a pesquisa para a próxima montagem, conceituando e amadurecendo o tema entre as bailarinas para que o trabalho seja realizado com consciência e suporte teórico.

Viviane é formada em Educação Física pela Universidade de Pernambuco-UPE, mestre em Saúde da Criança e do Adolescente pela Universidade Federal de Pernambuco-UFPE e possui graduação em Educação Física e especialização em Avaliação da Performance Humana pela UPE.

Durante a live, a estudante Beatriz Branco perguntou “por coincidência hoje é o dia 26 de agosto, Dia Internacional da Igualdade da Mulher, gostaria de saber o que é preciso ser feito para que as mulheres possam alcançar essa igualdade na sociedade? “

Viviane falou “acredito que a mulher precisa continuar lutando, se impondo. Não é uma mudança que vai ser imposta, vai acontecer por meio da educação: das pessoas compreenderem essa mudança; se portarem de maneira diferente; dos homens educarem seus filhos de maneira diferente, com posturas menos machistas, postura de igualdade diante da mulher desde criança. É uma mudança gradativa, não iremos conseguir uma revolução feminista, tudo acontecerá em pequenos passos, mas tudo isso parte muito da educação tanto doméstica como escolar, pois educação é: entender e enxergar o mundo de outra forma e principalmente criticar, por isso que arte é tão importante.”

Por fim o professor Julcélio Nóbrega, professor de dança do Colégio, concluiu o pensamento falando que através da arte, da dança é possível sensibilizar, informar, tocar o outro sem entrar em um embate.

O debate foi um suporte para a pesquisa já iniciada pelo Grupo para a sua nova montagem, o espetáculo: FEMINIFRIDA, que será em torno do mesmo tema, a partir da figura de Frida Kahlo. O espetáculo terá direção do professor Julcélio Nóbrega e produção e realização do SEAC.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Limpar formulárioEnviar