Neste ano de 2019, São Marcelino Champagnat completou 20 anos da canonização. Em 18 de abril de 1999, São Marcelino Champagnat foi canonizado pelo papa João Paulo II, na Praça de São Pedro, no Vaticano, onde o reconheceu como santo da Igreja Católica.

O milagre, reconhecido pela Igreja Católica e atribuído a São Marcelino Champagnat, foi relacionado ao Irmão Heriberto Weber, que começou a sentir fortes dores na coluna e com febre muito alta, sendo necessário ficar acamado. Com isso, os médicos o diagnosticaram com “neoplasia primitiva desconhecida, com metástase nos pulmões”. Foi desenganado pelos médicos.

No dia 13 de julho de 1976, a pedido do Irmão Provincial de Uruguai, iniciou-se uma novena para pedir a intercessão do até então Marcelino Champagnat, para conseguir a cura do Irmão Heriberto.

No final da novena, que aconteceu em 26 de julho 1976, o enfermo sentiu uma melhora súbita e imprevisível. Radiografias feitas no Irmão Heriberto revelaram que as enfermidades haviam sumido. A partir daí deu-se início ao processo de estudo do caso, em que foram feitas investigações para saber se realmente tinha acontecido um milagre e, assim, em 1998 tudo foi comprovado.

Marcando esses 20 anos da canonização de São Marcelino Champagnat, o Colégio Marista São Luís, no dia 17 de abril, agradeceu essa bênção com uma Celebração Eucarística em ação de graças –  numa data importante para a Instituição Marista, visto que se refere ao pai fundador. Participou também da Celebração Eucarística a Pastoral Juvenil Marista (PJM) – Momento estrela.

Outro momento significativo aconteceu com as crianças do Maristinha, no Projeto Amar-Amar Marista: um “Bom-dia!” e uma “Boa-tarde!” especial em comemoração a esta data.

No mesmo dia, às 10h, aconteceu um momento da reinauguração da estátua de São Marcelino Champagnat, que foi restaurada, na gruta no pátio do Colégio, com a presença das equipes diretiva, técnica e docente, bem como dos representantes dos estudantes. Teve um ritual com canções, leitura do testamento de São Marcelino Champagnat, bênçãos de água-benta nos presentes e a fala do Diretor, Irmão Wellington Medeiros, convidando todos a responder: “…precisamos ser como são Marcelino Champagnat foi, e seguir o exemplo da nossa boa Mãe, Maria, que amou Jesus”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Limpar formulárioEnviar