Na última sexta-feira (31), no Teatro Guararapes, no Centro de Convenções de Olinda-PE, o Colégio Marista São Luís realizou a XLIII Festa do Folclore 2018. Evento que congregou cultura e identidades artísticas diversas, celebrou a riqueza pluricultural e colocou os participantes em contato com a diversidade que é, a um só tempo, múltipla e singular.

Sendo a cultura o elemento que une todas as esferas que fazem parte da existência e que dá relevo e reconhecimento a um povo em relação a outros povos, ela provoca, em cada ser humano, a clareza de pertencimento a um determinado grupo.

Dentre esses elementos, com certeza, o mais importante é a dança, uma vez que sintetiza a essência da cultura de cada povo, lhe confere visibilidade e expõe a ligação entre a cultura e o espaço de construção, salientando as influências extralocais que foram absorvidas e se agregaram a sua concepção.

Este ano, a Festa do Folclore apresentou como temática: Festas, festividades e celebrações dos povos através das danças, a partir da manutenção de suas tradições e da própria ressignificação no diálogo com outras matrizes culturais.

Foi uma noite mágica! Um lindo espetáculo realizado pelos estudantes do 1º e 2º anos do Ensino Médio! A família Marista se fez presente lotando o Teatro Guararapes, que tem capacidade para 2.400 pessoas, participando e interagindo, com ao seu filho, durante o desenvolvimento do Projeto e no dia da culminância.

Ressalta-se o protagonismo, o compromisso e a garra de cada estudante em fazer o melhor em prol da beleza e grandiosidade desse espetáculo. O Colégio se orgulha de formar estudantes comprometidos, dedicados e capazes de superar desafios que lhe são postos em todas as áreas do conhecimento e da formação humana.

Resultado Final:

Melhor Dançarino – Vinicius Nunes Viana da Costa (2º ano A)

Melhor Dançarina – Lorena Lopes Marques (1º ano C)

Melhor Cenário/Projeção – Tribo Zulu – Saudação à vida (1º ano D)

Melhor Música – Maculelê – Vivências e saberes de uma cultura afro-brasileira (2º ano B)

Melhor Figurino – Día de los muertos (1º ano F)

1º lugar – Bhangra (2º ano D)

2º lugar – Maculelê – Vivências e saberes de uma cultura afro-brasileira (2º ano B)

3º lugar – Bharatanatyam (1º ano A)

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Limpar formulárioEnviar