DSC_0361(1)

Nos dias 19 e 20 de agosto, aconteceu na cidade de Serrinha (BA) o IV Intercâmbio entre Pontos Fixos da Rede Brasileira de Comercialização Solidária. O projeto da Rede ComSol, executado pelo Instituto Marista de Solidariedade (IMS) é realizado por todo o país com o objetivo de trocar experiências e conhecimentos entre representantes de empreendimentos que fazem parte da Economia Solidária, debatendo os desafios enfrentados por cada um e ampliando a integração em rede.

O evento contou com participantes de 10 estados, cerca de 20 pessoas representando lojas e feiras da agricultura familiar. O local escolhido para o intercâmbio foi o Armazém da Agricultura Familiar e Economia Solidária, que faz parte da gestão do Arco Sertão Central, um ponto fixo que serve de modelo para os outros empreendimentos, devido a sua organização no acesso aos mercados institucionais e suas diversas estratégias de comercialização. O Armazém é uma iniciativa da organização dos Empreendimentos Econômicos Solidários (EES) e da agricultura familiar, que articulados em rede, visam viabilizar a comercialização dos produtos locais.

Economia Solidária na Bahia

Superintendente de Economia Solidária Milton Barbosa partilha experiências no intercâmbio

Superintendente de Economia Solidária Milton Barbosa partilha experiências durante intercâmbio

O Superintendente de Economia Solidária do Governo da Bahia, Milton Barbosa, esteve presente na abertura do intercâmbio e dialogou com o grupo sobre como foi a construção das políticas públicas para que a economia solidária crescesse no Estado. “Começamos a luta em 2007, a partir da Secretaria Nacional de Economia Solidária (Senaes), com o objetivo de fazer desse modelo econômico um fator de desenvolvimento dentro do território baiano”, afirmou Barbosa.  O superintendente ainda disse que é imprescindível o apoio a produção de pequenos proprietários familiares e que está trabalhando para levar a economia solidária aonde ainda não existe. “Nossas principais ações são as criações de políticas públicas para o eixo, programas de crédito, assistência técnica e lançamentos de editais – em especial para empreendimentos para mulheres e descendentes de africanos”, completou.

A assessora do Arco Sertão Central, Gisleide Oliveira, apresentou o local – explicando como funciona, sua organização, conquistas e produções. Gisleide é uma das principais articuladoras de EES e afirmou que possui um sentimento de luta e conquista. “O Arco Sertão articula mais de 67 empreendimentos, sendo cooperativas e associações, e isso é a realização de um modelo que ainda será implantado em outros territórios”, declarou.

Outra presença importante no evento foi do Governador da Bahia, Rui Costa. Ele esteve no local para inaugurar o Centro Público do Arco Sertão. Clique aqui para saber mais sobre esse momento.

Feira de Serrinha

Feira Agroecológica de Serrinha

Feira Agroecológica de Serrinha

 

Os participantes do intercâmbio foram convidados a conhecerem a Feira Agroecológica de Serrinha, localizada no centro da cidade. A feira conta com barracas de produtos agroecológicos comercializados pelos próprios agricultores.

Agricultora Dona Ana conta vivência para o grupo de empreendedores

Agricultora Dona Ana conta vivência para o grupo de empreendedores

Logo após a visita, Dona Ana, uma agricultora da feira, partilhou a vivência dela com o grupo. “Nas nossas barraquinhas nós vendemos saúde”, afirmou em relação aos produtos agroecológicos. “Uma grande conquista para o povo daqui foi a mudança do local onde vendíamos para a Feira Municipal. Hoje nossas barraquinhas ficam misturadas com vários outros produtos, mas temos mais visibilidade e nossa clientela aumentou”, declarou Dona Ana.

Compartilhando experiências

O final do encontro foi o momento dos participantes partilharem sobre como funciona a comercialização solidária em seus territórios. Todos tiveram a oportunidade de falar e explicar quais são as estratégias de comercialização dos empreendimentos e quais são as principais dificuldades para o acesso aos mercados institucionais. Além disso, o grupo também compartilhou sobre o que eles trouxeram para o encontro e qual experiência levarão consigo para seus estados.

Mayara Tavares, representante da Cooperativa de Produção da Agricultura Familiar e Economia Solidária de Simão Dias (SE) – cujo ponto fixo é o Empório Sabores e Saberes em Aracaju, afirmou que a experiência do intercâmbio foi estimulante, incentivadora e confortante. “Fiquei muito impressionada em como o Arco Sertão é organizado. O que eu levo para meu empreendimento é o modelo de organização, e também o reconforto de saber que existem grupos como o meu, com as mesmas lutas e idealizações”, declarou. Mayara ainda parabenizou a estrutura de Serrinha e afirmou se sentir motivada ao perceber que todos estão no caminho certo para que a economia solidária se fortaleça em seus Estados.

Clique aqui para acessar a galeria de fotos do Intercâmbio de Serrinha.

Outos Intercâmbios

Já aconteceram três intercâmbios além de Serrinha, e ainda acontecerão outros três.

Os que já passaram, foram realizados em Campo Grande (MS), entre os dias 10 a 12 de setembro de 2015, Itajaí (SC) nos dias 23 e 24 de junho de 2016 e Iguape (SP), nos dias 28 e 29 de julho de 2016. Clique aqui para acessar a galeria de fotos dos intercâmbio passados.

E por fim, faltam acontecer três intercâmbios da Rede ComSol. Eles estão programados para serem realizados em Santa Maria (RS) nos dias 08 e 09 de setembro, no Distrito Federal entre os dias 28 e 29 de setembro, e por último no Rio de Janeiro em outubro (data a definir).

Para acompanhar as iniciativas e projetos da Rede Brasileira de Comercialização Solidária acompanhe o site do IMS e o Facebook através do link: https://www.facebook.com/marista.ims/

 

2 Comments
  1. Roseny de Almeida

    Legal demais, meu povo !

  2. Cristina Costa Sousa

    Já usando as trocas de conhecimentos, nós na feira estamos nos preparando para fazer nosso regimento interno e outros…. Gratidão pela oportunidade, para nós foi muito proveitoso e rico.
    Cristina – Feira das Mulheres.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Limpar formulárioEnviar