A primeira edição do Prêmio Educador Marista contou com a participação de 42 educadores, de diversas Unidades Socioeducacionais, e premiou docentes, dos quatro segmentos educacionais (dois para cada): Educação Infantil, Ensino Fundamental I, Ensino Fundamental II e Ensino Médio. Na Educação Infantil, o Colégio Marista São José – Barra, do Rio de Janeiro (RJ), levou as duas premiações: 1º lugar para Renata Batista e 2º lugar para Nara Sandra Ferreira. Os projetos vencedores, do Ensino Fundamental I, foram o de Thiago Rodrigues, do Colégio Marista Nossa Senhora de Nazaré, de Belém (PA), que conquistou o 1º lugar, e o de Micheline Souza, do Colégio Marista Patamares, de Salvador (BA), na segunda colocação. Os ganhadores do prêmio para o Ensino Fundamental II são Maria Christina Reis, do Colégio Marista São José – Tijuca, do Rio de Janeiro (RJ), com o 1º lugar, e Patrícia Barros, do Colégio Marista de Maceió (AL), com a medalha de prata. No Ensino Médio, os vencedores vêm do Colégio Marista São José – Barra, Marcus Vinicius Ramos (1º lugar) e do Colégio Marista São Luís, de Recife (PE), Geysa Barlavento, com a segunda colocação. Os primeiros lugares serão agraciados com a participação no curso Educadores Inovadores da Microsoft, em São Paulo (SP), entre 3 e 4 de dezembro, placa de homenagem e divulgação do projeto. Os classificados em segundo lugar receberão o certificado e a divulgação dos projetos. O grupo Marista, em sinergia com o Marista Centro-Norte, lançou o mesmo prêmio, e os ganhadores estarão juntos, na sede da Microsoft, em clima de integração e partilha de experiências.

Critérios avaliativos

A banca avaliadora, composta por profissionais do Marista Centro-Norte e da Microsoft, avaliou as propostas que priorizaram a inovação, com o uso de Tecnologias Digitais, nos processos de ensino-aprendizagem. Para o analista Educacional, Matheus Santos, um dos organizadores da iniciativa, os projetos apresentados foram muito interessantes. “Ficamos felizes com a adesão e com a qualidade das propostas, os projetos foram criativos, colaborativos e em consonância com as Matrizes Curriculares do Brasil Marista”, disse.

Novidades para 2020

A divulgação dos projetos será organizada na abertura do próximo ano. A ideia é fazer uma videoconferência para que os ganhadores apresentem suas propostas e, em seguida, as disponibilizem em uma plataforma compartilhada. E, ano que vem, também haverá a 2º edição do Prêmio. Um grupo de trabalho já está trabalhando na temática e na construção do novo edital. “Este ano, apesar do pouco tempo para as inscrições, tivemos um bom número de projetos. Para 2020, a expectativa é maior, e teremos novidades, que, em breve, divulgaremos”, finalizou Deysiane Pontes, coordenadora da Coordenação Educacional, que promove a premiação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Limpar formulárioEnviar