Segundo dados de abril de 2019, 4% de todos os estudantes da Província Marista Brasil Centro-Norte têm alguma necessidade educacional especial. Para atender este público com qualidade e eficiência, a Província lançou a formação continuada EaD de Inclusão Escolar de Estudantes com Necessidades Educacionais Especiais, que começou nesta semana, com 550 inscritos, envolvendo gestores, coordenadores, orientadores, professores, especialistas, assistentes e auxiliares de apoio escolar.

O objetivo do curso é prover formação continuada e especializada no assunto, para garantir que os alunos com necessidades educacionais especiais sejam atendidos com práticas pedagógicas inclusivas não só no espaço da sala de aula, mas, também, em todo o âmbito escolar. Além disso, a formação pretende reforçar a utilização da 2ª edição das Diretrizes Curriculares Maristas da Educação Inclusiva, lançada recentemente pela Província.

Na grade curricular, estão módulos sobre Legislação vigente, Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) e Transtorno do Espectro Autista – os dois transtornos dos quais a Província mais recebe alunos, Adequações Curriculares e Avaliativas e Avaliações na perspectiva da Educação Inclusiva. Para o conteúdo do TDAH e do Transtorno do Espectro Autista, a Gerência Socioeducacional, à frente do projeto, convidou a professora Maria Rúbia Martins, especialista e referência no assunto no Distrito Federal; para tratar sobre Legislação, a conteudista será a vice-diretora Educacional, Vilmara Gonring, do Colégio Marista Nossa Senhora da Penha, de Vila Velha (ES); e os dois últimos módulos contarão com a apresentação da analista Marcella Gomes, da Gerência Socioeducacional.

Para a coordenadora Educacional, Deysiane Pontes, é importante oferecer a formação continuada para fomentar o espaço-tempo escolar como um espaço inclusivo. “Promover a convivência dos estudantes com necessidades educacionais especiais com toda a comunidade educativa proporciona a percepção do valor e do respeito à diversidade, com um ganho para todos que participam do processo. Este curso, até o momento, foi o que atraiu o maior número de participantes, o que demonstra a importância e a urgência da temática para a Educação Básica”, esclareceu.

O curso, que será realizado por meio do Núcleo de Educação a Distância (NEaD), termina em 10 de junho, e os participantes, que garantirem no mínimo 70% de participação, terão direito ao certificado de conclusão de curso de extensão, emitido pela Universidade Católica de Brasília (UCB).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Limpar formulárioEnviar