Lançamento da Semana de Mobilização 18 de Maio – Foto: Luciana Farias / PMBCN

O artigo 227, da Constituição Federal de 1988, garante, com absoluta prioridade, os direitos das crianças, adolescentes e jovens. A Província Marista Brasil Centro-Norte não só ratifica esta resenha, como também promove ações para a defesa dos direitos deste público, e os torna protagonistas da própria história. Na última quarta-feira (24), a Província, por meio da Coordenação de Solidariedade, lançou oficialmente a Semana de Mobilização contra o Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, a ser realizada de 13 a 18 de maio.

No evento de lançamento, que contou com a presença dos colégios e escolas, foram apresentados números, estatísticas e informações que mostram a triste realidade por quais passam crianças, adolescentes e jovens, quando o assunto é o abuso e a exploração sexual. De acordo com Karina Figueiredo, secretária executiva do Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, uma das palestrantes, em 85% dos casos, a vítima conhece o agressor, e, em 40% das vezes, o agressor é o responsável paterno.

Apesar dos números alarmantes, a psicóloga, da Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal, Fernanda Falcomer, que também foi interlocutora do evento, tem desenvolvido metodologias de atendimento a pessoas em situação de violência, para minimizar os traumas causados pelos agressores e dignificar as vítimas que sofrem de abusos e explorações sexuais.

Durante o evento, também foi apresentada a plataforma que consolida os materiais que serão utilizados no período da semana de mobilização, para subsidiar as unidades socioeducacionais quanto às práticas, atividades e ações desenvolvidas nas comunidades educativas. São banners, peças para posts em redes sociais, textos norteadores e inspiradores, boas práticas, dentre outros elementos.

Para a gestor da Coordenação de Solidariedade, Ir. Edvaldo Ferreira, é necessário que as unidades se empenhem na divulgação e na promoção da temática durante a semana e, também, diariamente. “Esta ação faz parte da nossa missão, temos que nos comprometer com as atitudes que promovam a defesa dos direitos das crianças e adolescentes, e esta Semana de Mobilização deve servir para reforçar as nossas intenções e conscientizar a comunidade educativa”, esclareceu Ir. Edvaldo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Limpar formulárioEnviar