Educadores do Colégio N. S. Penha, em Vila Velha (ES), durante a Jornada Pastoral Pedagógica - Foto: Ascom Marista Penha

Educadores do Colégio N. S. Penha, em Vila Velha (ES), durante a Jornada Pastoral Pedagógica – Foto: Ascom Marista Penha

 

O mês de janeiro foi de grande movimento nas unidades socioeducacionais maristas. Neste início de 2018, colégios e escolas vivenciaram, em mais um ano, as Jornadas Pastorais Pedagógicas, que são momentos de formação, planejamento e organização do ano letivo que se inicia. Na Escola Marista Champagnat de Teresina (PI), a jornada reuniu educadores e funcionários ao redor do tema “O pensar marista de uma escola em pastoral”, com uma programação composta por palestras e partilhas de experiências.

No Colégio Marista Nossa Senhora da Penha, de Vila Velha (ES), a equipe foi motivada a refletir sobre o carisma marista, tendo como ponto de partida os trabalhos pastorais-pedagógicos desenvolvidos na unidade. Ainda durante o evento, houve palestra sobre um tema que anda ganhando, cada vez mais, espaço na área acadêmica: Neurociência e aprendizagem, que foi desenvolvido pela professora-doutora Leonor Bezerra Guerra, da Universidade Federal de Minas Gerais.

A jornada, no Colégio Marista de Maceió (AL), trouxe reflexões aos educadores acerca das relações e transformações necessárias para adaptar-se aos desafios contemporâneos da educação e evangelização de crianças e jovens. Para o diretor da unidade, Ir. Humberto Gondim, “os tempos mudaram, assim como a ciência e a tecnologia, nada permanece estático, por isso os nossos educadores devem estar em sintonia com o novo, e as jornadas trazem este frescor para iniciar o ano”.

Na unidade paraibana, o Colégio Marista Pio X, de João Pessoa, levou aos docentes o tema “O novo começo já iniciou; a educação marista no contexto da contemporaneidade”, que foi discutido por meio de palestras e oficinas, promovendo reflexões sobre as práticas atuais de educação e as novas formas e métodos de viabilizar a aprendizagem.

As Jornadas Pastorais Pedagógicas ainda continuam neste mês de fevereiro, em outras unidades, com o propósito de oferecer aos educadores formação pedagógica e espiritual, além de servir como espaço para o planejamento anual de cada instituição.

*com informações do colégios citados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Limpar formulárioEnviar