bikeO estande do Centro Marista Circuito Jovem do Recife (CMCJ), conhecido, também, como Centro de Recondicionamento de Computadores (CRC), instalado no 5º Congresso Internacional Marista de Educação, com o nome Espaço Ecocidadania, é um show de atrações em equipamentos tecnológicos inovadores. O diretor do Centro, Domingos Sávio França, explica que o conceito do estande é reunir, no mesmo ambiente, várias experiências. “Ressignificamos o conceito do CRC e aproximamos os parceiros de forma afetiva”, explica.

Prova disso é o projeto Sustenta Bike. Desenvolvido pelos estudantes do Colégio Marista Pio XII de Surubim, ele gera energia limpa ao pedalar, ao mesmo tempo que carrega aparelhos de celular. No local, os congressistas têm a oportunidade de testar a bicicleta, construída com materiais sucateados de impressoras velhas. “A ideia é converter a energia a partir da pedalada. O projeto envolve a área de exatas e contribui com o ensino da Física e Matemática”, explica o professor de Robótica da unidade, Daniel Andrade, idealizador do projeto implementado em março de 2016.

O projeto Sustenta Bike demorou um mês para ficar pronto. Esse tempo foi dedicado a realização de pesquisas e ao planejamento do projeto. Para a montagem da bicicleta, em uma semana, foram utilizados motores de impressora, ligação em série dos fios (positivo e negativo) para soma das potências que, juntas, geram 24 volts. Ao pedalar, o gasto é de 5 volts para carregar o celular. “Com o projeto, o conhecimento extracurricular é melhorado e o mundo espera por ações como esta. Há conteúdos que a aprendemos melhor na prática. A robótica não é complicada, como muitos pensam, ela é acessível às pessoas”, afirmou a estudante de 16 anos, Maria Francielle Santos, que cursa o 1º ano do ensino médio no Pio XII.

Para Talles Rodrigo Almeida, 18 anos, quando o estudo é no laboratório ele aprende mais. “A teoria é importante, mas a prática mais ainda. Hoje geramos com o projeto energia saudável”, destaca o jovem, de 18 anos, que também é aluno do 1º ano no Colégio. “Geramos energia saudável para nós e para o planeta”, completa João Tavares, de 15 anos, que integra a equipe do projeto. Essa é a terceira apresentação do Sustenta Bike em eventos nacionais. Além do Congresso Internacional Marista, o grupo já esteve no Seminário Internacional sobre Resíduo Eletroeletrônico, em Recife, e na Expotec, em João Pessoa/PB. As reuniões do grupo de estudantes envolvidos na iniciativa – que desejam ir além no projeto da bike – ocorrem todas as sextas-feiras, no contra turno das aulas.

No local, os visitantes também podem conhecer o computador aquário, desenvolvido para atender pessoas que moram em regiões de praia e rios. Feito à base de óleo mineral, fios e componentes reciclados, sua tecnologia protege o equipamento e garante a durabilidade. “Desde 2010, o computador é utilizado pelo Instituto Miguel Arraes, em Fernando de Noronha”, comentou o educador do CMCJ/CRC – Recife, Dailton Ferreira, egresso da primeira turma da unidade social. Além disso, têm objetos decorativos feitos de capacitadores de placas de computadores, o brinquedo em formato de jabuti, cuja matéria prima são plástico, placa de circuito integrado e baterias, e o sismógrafo, em fase de testes, para perceber possíveis tremores.

A ONG Moradia e Cidadania, parceira do CMCJ/CRC Recife, por meio do Grupo Semeando Futuro, também está no estande Ecocidadania, com exposição de artesanato feito por mulheres da região. “Em 2006 perdi meu emprego de professora e decidi trabalhar com artesanato, hoje essa é a minha única fonte de renda. Identifiquei-me com o trabalho”, relata a expositora Wilma Leomidío.

1 Comment
  1. Congratulações pelas atividades! Conheci vários profissionais ligados a essa entidade e admiro suas realizações!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Limpar formulárioEnviar