“Protagonismo juvenil, representatividade e diálogo com realidades diferentes”. Foram essas as ideias que motivaram Luana de Abreu Cavalcanti, aluna do 3º ano EM do Colégio Marista Dom Silvério, a tomar posse como uma das conselheiras da 6ª Gestão do Conselho Municipal da Juventude (COMJUVE) – gestão 2019/2020.

O Conselho de Juventude é um espaço de participação e interlocução da juventude com o poder público, com a missão de atuar no planejamento e acompanhamento da execução das Políticas Públicas de Juventude (PPJ) na cidade. Esse é o espaço ideal para que os jovens debatam sobre os projetos e as necessidades comuns do município. “É a oportunidade de a gente poder atuar em outras instâncias da cidade, entrar em diálogo com outros movimentos, outras questões sociais e políticas”, explica Luana.

Durante a ocasião, conselheiros e conselheiras, eleitos na IV Conferência Municipal de Juventude de Belo Horizonte, assinaram o termo de posse, e a Diretoria de Políticas para a Juventude promoveu um breve diálogo com representantes das Políticas Públicas voltadas para as juventudes da cidade.

Luana está no colégio desde o 3º ano do Ensino Fundamental e sempre se destacou pela sua liderança e dedicação com as causas sociais e políticas. Atualmente integrante da Pastoral Juvenil Marista (PJM), atuou também no VEM (Voluntariado Estudantil Marista) e, em 2017, foi uma das oito jovens eleitas para Comissão Provincial da Província Brasil Centro-Norte. Em 2018, Luana atuou na estruturação da Comissão Local, da qual faz parte até hoje.

A Comissão das Juventudes é um espaço coletivo e propositivo das diversas expressões juvenis que compõem o colégio. No âmbito interno, a sua principal atribuição é representar efetiva e afetivamente os adolescentes e jovens nos processos e espaços pedagógico-pastorais. No âmbito externo, a iniciativa tem como objetivo ir além das fronteiras Maristas, efetivando a participação dos jovens nos espaços eclesiais e de incidência política, garantindo que aconteça a dimensão do Advocacy, na defesa dos direitos e da vivência eclesial. “Com a Comissão das Juventudes a gente começou a pensar na ideia de como poderíamos ocupar outros espaços, além da escola. Surgiu a oportunidade de participar da Conferência, que tem a ideia de juntar as demandas da juventude da cidade e formar um Conselho Municipal da Juventude”, explica a aluna.

A partir de hoje, Luana ocupa a cadeira que representa a instância da educação no Conselho Municipal da Juventude de Belo Horizonte. Para ela, “é uma conquista muito grande porque é o primeiro passo para poder ocupar espaços fora do Colégio, de estar representando o Marista e os alunos fora dos muros. É uma oportunidade de evidenciar o protagonismo juvenil, a representatividade e de ter um diálogo com pessoas e realidades fora da região centro-sul onde estamos inseridos”.

Confira mais algumas fotos da posse.

 

1 Comment
  1. patricia vilhena

    que bacana? Parabéns ao colégio e à aluna.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Limpar formulárioEnviar