Formatura 3º ano EM (1)

A despedida do Terceirão

Para muitos foram 13 anos de estudo. Outros entraram no meio do caminho. Independentemente do período, o que fica é a saudade, tanto para quem sai quanto para o Colégio Marista Dom Silvério. O Terceirão se despediu da escola em uma celebração marcada pela emoção e recordações de uma fase da vida que jamais será esquecida.

A cerimônia de conclusão do Ensino Médio foi realizada na noite de quarta-feira, 22, no BH Hall, com a presença de familiares, amigos, Direção, educadores e colaboradores do colégio. Em seu discurso, o diretor Edson Leite citou a trajetória do Instituto dos Irmãos Maristas, do qual o Colégio Marista Dom Silvério faz parte e que completará 200 anos em janeiro de 2017. Leite também agradeceu aos familiares, estudantes e educadores pela confiança e empenho na educação dos jovens. “A nossa comunidade sentirá saudades, mas, ao mesmo tempo, teremos a certeza de que vocês estarão propagando as melhores riquezas intelectuais e humanas aprendidas nesta casa de educação”, frisou o diretor.

A oradora das turmas foi a estudante Nayara Duarte, que falou em nome de todos os colegas. Ela relembrou o trajeto percorrido desde a Vila Marista (Educação Infantil), o Maristinha (Ensino Fundamental I), o Grande Colégio (Ensinos Fundamental II e Médio), até chegarem ao prédio do 3º ano. “Estar aqui é lembrar de cada momento vivido em sala, desde notas ruins a grandes debates políticos, humanos e filosóficos. Estar aqui é ver sentido em acordar cedo por anos. Estar aqui é recordar. Recordar cada matéria que pareceu impossível, mas que foi vencida, recordar cada sorriso, gargalhada ou lágrimas que marcaram e que fizeram de cada momento único”, declarou Nayara.

A patronesse, professora Eliane Nogueira, e o paraninfo, professor Aldo Resende, desejaram sucesso aos alunos e pediram para que eles não perdessem o foco e se mantivessem fiéis aos princípios de uma vida humanitária. Coube à estudante Raquel Figueiredo Simões o discurso em homenagem aos professores. Bastante emocionada, ela não deixou de citar nenhum deles e falou sobre como cada um contribuiu com a formação dela e de seus colegas. “Estar aqui hoje, homenageando vocês, é uma grande honra para mim. Ter sido aluna de docentes tão incríveis foi o que me fez decidir sobre meu futuro profissional. Tenho o privilégio de dizer que os meus anos como aluna marista e a experiência de conviver com profissionais tão extraordinários foi o que inspirou o meu sonho de me tornar professora. Sei que muitos, talvez todos os meus colegas também foram ou serão influenciados, em suas escolhas, por todos esses professores veneráveis que honram a profissão que exercem”, destacou a aluna. A estudante Luma Boroni Faria prestou homenagem aos pais. “Quando pensamos em desistir, vocês nos ensinaram a sonhar, mostraram-nos que não existem barreiras quando lutamos pelos nossos sonhos e agimos com amor e dedicação”, frisou Luma.

Clique aqui para conferir a galeria de fotos

Por fim, o estudante Jonas Neto também fez um agradecimento ao Colégio Marista Dom Silvério, ressaltando os vários projetos desenvolvidos na escola e as ações pastorais das quais teve a oportunidade de participar. “Quem diria que uma escola fosse capaz de mudar tanto uma pessoa. Não é para menos, se levarmos em conta os projetos extracurriculares tão sensacionais e diferenciados, por exemplo, o projeto Fé e Política, a SINUM [Simulação Interna das Nações Unidas, desenvolvida pelos estudantes], o Voluntariado Estudantil, a Missão Marista de Solidariedade…”, exemplifica o aluno ao falar como o envolvimento nessas atividades contribuíram para sua formação humana.

Na cerimônia também foi entregue a Comenda Champagnat aos estudantes que dedicaram uma vida inteira de estudos ao Colégio Marista Dom Silvério: alunos que se matricularam na Educação Infantil e permaneceram na escola até o último ano de ensino. A comenda é uma homenagem aos estudantes que trilharam um longo caminho de aprendizagem, vivência, crescimento intelectual, cultural, afetivo, coletivo e espiritual.

O Colégio Marista Dom Silvério se despede de todos e lembra que hoje são ex-alunos, mas jamais serão ex-Maristas. Por isso, sejam sempre bem-vindos à casa que continua sendo de vocês e de suas famílias!

Fotos: ZoomVip

 

Salvar

Salvar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Limpar formulárioEnviar