“Que o nosso tempo seja lembrado pelo despertar de uma nova reverência face à vida, pelo compromisso firme de alcançar a sustentabilidade, a intensificação dos esforços pela justiça e pela paz e a alegre celebração da vida”.

Carta da Terra Paris, março de 2000

 

Em nossa educação Marista, acreditamos que é necessário que o aluno desenvolva em si as disposições que lhe permitirão construir a sua aprendizagem. Reafirmando o compromisso do Colégio Marista Dom Silvério com a formação de jovens academicamente competentes e capazes de interagir com a coletividade, propondo intervenções e tomando atitudes em busca de soluções justas e adequadas para problemas reais, como a sustentabilidade do planeta e a qualidade de vida de todos os seres, a equipe de educadores do CMDS convida, estimula e coordena a participação dos seus estudantes em diversas Olimpíadas do Conhecimento, como a Olimpíada Mineira de Química (OMQ), Olimpíada Brasileira de Química Jr (OBQJr), Olimpíada Nacional de Ciências (ONC), Olimpíada Brasileira de Física (OBF) e Olimpíada Brasileira de Química (OBQ).

A Olimpíada Nacional de Ciências (ONC)  é uma realização de quatro Sociedades Científicas: a SBF (Sociedade Brasileira de Física) a ABQ (Associação Brasileira de Química) o Instituto Butantan e a Sociedade Astronômica Brasileira. Em 2019, nossos estudantes foram agraciados nesse processo com 3 medalhas de ouro, 1 de prata, 7 de bronze e 5 menções honrosas, recebendo as congratulações da coordenação do evento pelo alto desempenho do grupo, o que nos trouxe muito orgulho e alegria.

Mas tão ou mais importantes que as premiações são as competências, valores e habilidades adquiridas nesses processos, que envolvem pesquisa, dedicação, empatia e colaboração. Acreditamos que os estudantes que participam de atividades extracurriculares de caráter científico, inclusive as olimpíadas, tendem a ter mais atitudes positivas em relação às Ciências. Além da relação positiva com o processo de aprendizagem, esta participação favorece a confiança nas suas próprias habilidades.

As olimpíadas agregam muita densidade ao currículo acadêmico e podem garantir uma vaga em instituições estrangeiras (os admissions officers com olhar mais acadêmico valorizam muito as conquistas olímpicas) e brasileiras. No Brasil, grandes instituições públicas como a Unicamp, a USP e a UNIFEI também oferecem “vagas olímpicas” para estudantes medalhistas, com o objetivo de atrair para a universidade jovens talentosos e com currículo de alto desempenho, habituados a longas jornadas de estudo e a conviver com diferentes desafios. Assim seguimos coerentes com o nosso propósito e a nossa missão de bem educar nossas crianças e jovens.

Valéria Boechat – Coordenadora Ciências da Natureza

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Limpar formulárioEnviar