Ler um livro escrito há mais de quatrocentos anos, com uma linguagem diferentenão é tarefa fácil, principalmente para nossos adolescentes “conectados” ao mundo virtual. Trata-se de uma realidade distante da nossa. Por isso, a professora de Língua Portuguesa e Produção Textual do Colégio Marista Colatina optou pela obra adaptada e propôs atividades que proporcionaram aos alunos o papel de protagonistas do processo ensino aprendizagem.

Ao propor aos alunos dos 7ºs anos a leitura de “A Megera Domada”, a professora Danieli apresentou a obra e motivou a leitura do clássico. Destacou também a grande contribuição literária do autor, o escritor renascentista William Shakespeare, construindo assim, o diálogo com a disciplina de História, já que os alunos estavam estudando o Renascimento.

A leitura de literatura clássica possui o caráter coletivo e inesgotável da construção do saber, quando dialoga com diferentes áreas do conhecimento.

Traçar a relação com os dias atuais também foi essencial para os alunos, na leitura desse clássico universal, que puderam perceber a mudança acerca do papel social do casamento e da mulher.

Após a leitura da obra, os alunos foram organizados em grupos e realizaram atividades diversificadas, como pesquisas, produção de textos (biografia e resenha crítica) e de mural e organização de uma peça teatral.

“Sentir que meus alunos conseguiram perceber a riqueza do clássico, fazendo comparações com a atualidade e se surpreendendo com as diferenças entre as culturas, foi espetacular. Vê-los analisar a personalidade da protagonista que se diferencia (e muito) das demais personagens da obra e, depois, incorporá-los, tornou o trabalho significativo e muito gratificante. Sem contar, a alegria em ouvi-los falar de Shakespeare e decidir (sem que eu tenha pedido) ler outros clássicos do autor”, afirma a professora.

Clique aqui para acessar a galeria de imagens.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Limpar formulárioEnviar