História

       O Colégio Marista Champagnat de Taguatinga está localizado na QSD, Área Especial nº 1, Taguatinga Sul- DF. Trata-se de uma unidade Educacional de direito privado e confessional, mantida pela União Norte Brasileira de Educação e Cultura–UNBEC. Atende, atualmente, a 2.580 educandos, oferecendo toda a Educação Básica.

No ano de 1961, o Irmão Pablo assumiu, no Planalto Central, a missão de conduzir a obra Marista do Brasil Norte junto às autoridades do Planalto. Após muitas tentativas, conseguiu a aprovação da instalação do Colégio Industrial Marista de Taguatinga e os recursos necessários para sua construção.

Em parceria com o diretor do Ensino Industrial do Distrito Federal, Dr. Armando Hildebrando, foi definido os rumos da obra Marista de Taguatinga. Em 1966, com a consolidação dessa obra, o Irmão Pablo foi transferido para a recém-fundada Província Marista de Portugal.

Acreditando plenamente na educação como um instrumento de transformação social, o Irmão Mário Testud assumiu a missão de conduzir esse colégio, seguido pelo Ir. Armindo Oscar Wollmann, que assumiu a direção no ano de 1964, contando com as orações e visitas constantes do atual Superior Provincial, Ir. Salatiel Franciscano do Amaral. Inicialmente, os educandos dessa casa marista, eram filhos de operários candangos, dos quais, cerca de 80% tinham total gratuidade nas mensalidades.

Sob as bênçãos de São Marcelino Champagnat e da Boa Mãe, e com o trabalho incansável dos Irmãos, em pouco tempo, o Colégio Industrial Marista foi reconhecido por sua excelência profissional e acadêmica.

O ano de 1967 foi marcado pela chegada do Irmão José Taumaturgo de Azevedo, exímio educador marista, que, anos depois, foi substituído pelo já conhecido Irmão Mário Testud, o qual implantou progressivamente o 2º Grau no ano de 1972.

Em 1974, com a transferência do Ir. Mário, foi nomeado para a direção desse colégio o Irmão Ovídio, que aqui permaneceu por 2 anos, sendo substituído pelo Irmão Ricardo Garrido, em 1976. Com o passar dos anos, o número de educandos cresceu e as estruturas físicas foram sendo adaptadas e ampliadas conforme as necessidades de cada ano.

No ano de 1981, o Irmão Ricardo, grande formador marista, foi transferido para a Espanha e substituído pelo Irmão Estácio Macedo, ou Irmão Jorge, empossado em janeiro de 1982.  Em sua gestão, foi construído o Ginásio de Esportes Ir. Ovídio, para estimular a prática de esportes como meio de favorecimento à vida.

No início de 1987, veio compor a Comunidade Religiosa e Educativa de Taguatinga, o Irmão Anton Alfons Haus, homem de grande espírito artístico e ecológico. Nesse mesmo ano, assumiu a direção, o Irmão Felipe Martins, conhecido como Irmão Porfírio, que veio a falecer no ano de 1989.

Com a morte do Irmão Porfírio, o colégio passou a ser dirigido pelo Irmão Kerginaldo Correia, antigo aluno do Colégio Marista Pio X, de João Pessoa- PB, o qual permaneceu durante 5 anos na direção e, em seguida, partiu para assumir a direção do Colégio Marista Cearense, em Fortaleza-CE.

O Irmão Achylles Scapin, homem exemplar e grande líder marista, assumiu a condução dessa casa no período de 1995-2002. Com muita sensibilidade, cultura e humanidade, todos os seguimentos passaram por grandes transformações pedagógicas, possibilitando, assim, a reabertura do Ensino Médio, em 1999, o qual tinha sido temporariamente fechado para a adequação de algumas estruturas.

Em 2002, assumiu a do Colégio o Irmão José Nilton Dourado – grande e ousado empreendedor buscando incansavelmente a excelência acadêmica dessa casa.

O Irmão José Nilton foi transferido em 2004, assumindo, então, a condução dessa comunidade educativa o Irmão Pedro Jadir de Araújo Melo, que permaneceu no período de 2004-2006. Atento aos trabalhos pedagógicos e culturais, redimensionou a prática do Ensino Religioso, enfatizando sua importância como área de conhecimento e  fortalecendo muitas iniciativas culturais, como o Auto de Natal e outros.

No ano de 2007, foi nomeado diretor o Irmão Joaquim Oliveira, permanecendo apenas seis meses, dada a grande quantidade de serviços prestados à província naquele momento, porém, nesse período, desempenhou sua missão com muita alegria, competência e dedicação.

A professora Phaedra Baptista conduziu essa unidade por um ano. Nesse período, foram implantados em toda a Província Marista Brasil Centro-Norte os Núcleos de Apoio Pedagógicos – NAPs, sob a orientação da Gerência Educacional. Em agosto de 2008, foi nomeado diretor o Ir. Assis de Brito, que conduziu o processo pedagógico e pastoral com muita determinação.

Em dezembro de 2008, o Irmão Joaquim Oliveira assumiu novamente a direção do Colégio e permaneceu até maio de 2011. Durante sua gestão foi inaugurado o Maristinha, novo prédio da educação Infantil ao 5º ano do Ensino Fundamental.

Em maio de 2011, o Irmão José de Assis Elias de Brito assumiu a direção  e permaneceu até janeiro de 2012. Durante sua gestão, conseguiu superar a meta proposta de fidelização de estudantes  (2.700 alunos).

Em janeiro de 2012, o Professor Luiz Gustavo Mendes assumiu a direção de nossa comunidade educativa e, ao seu lado, caminhamos rumo à concretização do sonho de São Marcelino Champagnat: “Tornar Jesus Cristo conhecido e amado” pelas crianças e jovens.